quarta-feira, outubro 13, 2021

Salsichas Veganas

Vou ser sincera, a textura faz-me lembrar mais a alheira mas na realidade tanto faz, adorei o sabor.
Usei...

1 Cenoura
2 Batatas 
200g Feijão Branco
(meio frasco de vidro)
1 Cebola
2 Dentes de Alho
1 Pedaço de Beterraba Crua
Azeite
Pasta de Pimentão (pimentão doce também serve)
Shoyu (Molho de Soja)
Pimenta Preta
Cominhos
2 c.(sopa) Polvilho Doce
2 c.(sopa) Polvilho Azedo
Farinha de Arroz ou Outra

Cozi a cenoura e as batatas em pedaços.

Refoguei a cebola e o alho em azeite. Adicionei a pasta de pimentão e refoguei mais um pouco.

Adicionei a cenoura, as batatas cozidas e o feijão branco, reguei com um pouco de shoyu e temperei com pimenta preta e cominhos. Mexi mais um pouco, desliguei lume e deixei arrefecer.

Triturei tudo no liquidificador com os polvilhos e a beterraba. 

Deitei numa tigela e adicionei aos poucos farinha de arroz até ficar um pouco mais espesso.


Moldei as salsichas com ajuda de plástico filme e dei nós nas pontas.

Cozi a vapor por 25 - 30 minutos num tacho semi-tapado.

Deixei arrefecer completamente, retirei plástico e congelei.

Notas: Não devem ser cozinhadas com liquidos porque vão amolecer. Idealmente devem ser ligeiramente descongeladas e grelhadas. Fazem uns folhadinhos 5 Estrelas. 


domingo, outubro 03, 2021

Queijo Cremoso de Amêndoa

Decidi testar este "queijinho" vegano, não porque sinta falta desse tipo de produtos na versão tradicional mas porque adoro testar receitas veganas para adicionar ainda mais sabor aos meus petiscos.
Sempre que fazia pizza sentia que precisava de algo que unisse melhor os ingredientes à base e voilá... esta cremosidade resulta na perfeição e é tão simples, vejam só...

1/2 Cháv. de Amêndoas demolhadas em água quente por 15m
400ml Água
1 c.(chá) Sal
1 Pitadinha de Curcuma
para dar uma corzinha amarela
2 c.(sopa) Polvilho Doce
1 c.(sopa) Polvilho Azedo
1 c.(sopa) Levedura Nutricional (opcional) ou 1 Pedaçinho de Cenoura Crua
1 c.(sopa) Óleo

Coloquei todos os ingredientes no liquidificador e bati bem até ficar bem cremoso.

Deitei numa caixinha de vidro e guardei no frigorifico por 2 a 3 horas.

Notas: Podem substituir as amêndoas por cajus e até por sementes de girassol. Se quiserem desenformar o queijo, devem adicionar mais uma colher de polvilho azedo. Podem adicionar outros temperos tais como alho em pó, pimenta preta, ervas, etc. Caso queiram ver a receita em video, fica aqui... https://bit.ly/queijocremoso

Aquecido fica com uma crosta gratinada deliciosa. Nesta pizza coloquei uma camada por baixo do recheio e depois alguns pedaços por cima. O recheio nada mais é do que um refogado com cebola, alho, tomate, cogumelos e milho, temperado a gosto.



sábado, julho 10, 2021

Semifrio de Ananás e Coco


O calor pede estas coisas fresquinhas, e eu gosto de inventar com aquilo que há por casa. Nesta usei...

1 Pacote de Bolacha Maria (sem leite, ver sempre ingredientes)
6 c.(sopa) de Óleo de Coco derretido (manteiga vegetal também serve)
Ananás (Usei fresco mas pode ser enlatado)
500ml de Água (usei mineral Milfontes, porque tinha em casa)
1 c.(sopa) Agar Agar (em pó, 2 c. se for flocos)
2 c.(sopa) Amido de Milho (Maizena)
1 Lata de Leite de Coco (400ml)
5 Gotas de Essência de Baunilha (opcional)
6 c. (sopa) Açucar

Num processador triturei as bolachas até fazer farinha. Reservei um pouco para depois colocar por cima e nas restantes deitei o óleo de coco e misturei.

Numa forma de aro, coloquei uma folha de papel vegetal(opcional) e por cima acalquei as bolachas com as mãos. Por cima coloquei pedaços de ananás.

Dissolvi o agar agar e o amido numa pequena parte da água (em 1/2 cháv mais ou menos).

No liquidificador coloquei 2 fatias de ananás cortado em pedaços e bati com a restante água.

Num tacho coloquei o leite de coco, a baunilha, o açucar, o preparado do liquifificador e a água com agar agar e amido. Mexi para envolver bem e em lume médio deixei ferver 3 a 4 minutos.

Deitei o preparado sobre o ananás e deixei arrefecer. Quando criou uma capa mais sólida polvilhei bolacha por cima e guardei no frigorifico até solidificar.



Tarte de Maçã

 


Se há coisa de que gosto é da mistura maçã, canela e limão. E quando temos muitas maçãs a ficar engelhadas de maduras, nada melhor para as aproveitar do que este tipo de tarte. Esta saíu assim:

1 Embalagem de Massa Quebrada
8 Maçãs
(5 para Recheio, 3 para Cobertura)
1/2 Cháv. Aveia em Flocos
100g Açucar
1 c.(sopa) Agar Agar
2 c.(sopa) Maizena
1 Pitada de Sal
Sumo de Limão
Canela

Descasquei 3 Maçãs e cortei em meias luas. Reguei com sumo de limão.

Descasquei as outras 5 Maçãs, cortei em pedaços e reguei com sumo de limão. Num tacho coloquei-os com um pouco de água, que não chegava a cobri-los, e em lume médio/baixo, deixei-os amolecer.

No liquidificador bati a aveia com 2 Cháv. de Água até fazer leite. Coei e reservei.

No liquidificador coloquei as maçãs amolecidas, o açucar, a maizena e o leite de aveia. Bati até misturar bem.

De novo no tacho, deitei o agar agar dissolvido em 1/2 Cháv. de água. Deixei ferver por 3 minutos sem parar de mexer.

Adicionei o preparado do liquidificador, envolvi bem e mexi por mais 2 ou 3 minutos. Desliguei o lume, e de vez em quando fui mexendo.

Coloquei a massa numa forma de tarte com fundo amovível com o papel vegetal.
Levei ao forno, para assar até a massa estar sequinha em baixo. 

Deitei o creme de maçã e dispus as meias luas de maçã por cima.
Polvilhei com canela e levei ao forno com o calor por cima apenas para dourar um pouco.

NOTA: Só vai solidificar completamente e ter consistência para corte depois de fria.

Conforme tamanho da forma pode sobrar um pouco de creme de maçã mas não se atrapalhem coloquem numa tacinha ou caixinha e comam fresquinho.